2022.09 - Sugarcane London, Londres

exposição coletiva


Como parte de um projeto de pesquisa, Michael Egan tem explorado os impactos do re-desenvolvimento urbano em grande escala em bairros e comunidades periféricas na cidade de Londres, especificamente, o impacto que a urbanização de Nine Elms teve, e continua a ter, nos moradores e empresas ao longo de Wandsworth Road. O projecto inclui uma pequena exposição que pretende destacar os aspectos e as qualidades daquelas comunidades, como parte de uma reflexão crítica à rápida mudança que acontece naquela zona da cidade.


A exposição – “All the things on Wandsworth Road” – tem como objetivo desafiar a moderna 'glamourização' de Nine Elms, celebrando o caráter e a cultura únicos de Wandsworth Road ao exibir diferentes propostas artísticas, num diálogo criativo que pretende refletir (e fazer refletir) sobre estas questões.


NÃO É MUITO DIFERENTE AQUI


'Bairros como ilhas' é um termo usado pelo curador que, infelizmente, assenta bem em algumas zonas de Lisboa; é uma questão universal e tão atual que acredito que qualquer um de nós, bastando para tal viver numa cidade com alguma dimensão, é facilmente testemunha das mudanças diárias que vão modernizando e adaptando as nossas cidades, para que melhor consigam lidar com os desafios dos tempos atuais... muitas vezes, infelizmente, destruindo os antigos 'modos de vida' nesse processo.


Nunca estive em Wandsworth Road ou em Nine Elms mas assisto diariamente, andando pelo centro de Lisboa, a um fenómeno em tudo idêntico. Sempre que olho para o horizonte vejo mais do que uma grua (como provavelmente também acontece em Londres), com aqueles enormes braços de metal, estendidos, a erguer edifícios novos, modernos e envidraçados, engolindo os vestígios da História e das histórias das pessoas que ali viveram e trabalharam, massificando as urbanizações e o perfil dos moradores e do comércio.


Por estes dias, no bairro histórico onde vivo e onde trabalho, há uma discussão acérrima que opõe a comunidade contra a imposição de se instalar uma estação de metro por baixo do jardim centenário que é o 'coração' do bairro, o que parece de facto incompreensível quando há outros locais que (sendo menos rentáveis para a operadora) não causariam impactos tão drásticos no caráter único de um dos poucos bairros tradicionais de Lisboa que ainda subsiste.

Os três desenhos que fiz para esta exposição são uma homenagem a todas as comunidades que lutam para preservar a história e a diversidade social e cultural e se recusam a morrer, dispersadas em alguma periferia esquecida, seja em Wandsworth Road ou nos bairros de Lisboa.


UMA RUA IMAGINÁRIA


Tomando como referência a série 'Six Piccadillies' que Dieter Roth produziu em 1969-70, cada um dos meus desenhos representa parte de uma rua imaginária onde edifícios antigos convivem lado a lado com outros altos modernos, alguns já construídos, outros ainda em construção.


Essa rua imaginária foi desenhada a partir de uma colagem de fotos reais de locais da Wandsworth Road, justapostas fora de ordem e fora de contexto, de modo que, embora não exista como um todo, partes dela possam ser reconhecíveis pela sua comunidade.

A montagem descontinuada das fotos permitiu-me também acentuar uma das características mais relevantes da Wandsrworth Road, que é sua natureza desarticulada e fragmentada - 'bairros como ilhas'.


É intencional que haja poucos ou nenhuns peões e carros para assim realçar um outro lado de Wandsrworth Road, que é a falta de vida nas ruas devido ao elevado número de lojas desocupadas, que escolhi evocar através dos materiais e técnicas, mimetizando tanto o efeito empoeirado das janelas onde se pode desenhar com um dedo, como o esfarrapado da tinta e os buracos de algumas fachadas, que repliquei no próprio papel de desenho.


Com o tempo, o conceptual por trás dessas obras, assim como a paisagem desta rua imaginária, deixarão de ter referências tangíveis e esses lugares existirão apenas no imaginário e na memória de algumas pessoas. E essa é a função social desses desenhos, que provavelmente sobreviverão a alguns dos prédios e ruas ali representados: reivindicar dos espectadores que, ao observá-los, vão mais além de sua aparência lúdica de formas e cores, que relembrem o passado, que pensem no momento presente mas, principalmente, nas mudanças que o futuro poderá trazer.


Todas as coisas em Wandsrworth Road, 2022

gesso, cola, acrílico, carvão e grafite

#1 - 44,2 x 73,1 cm | #2 - 44,7 x 124,2 cm | #3 - 44,7 x 131,5 cm





Opening: Monday 5th September

All The Things On Wandsworth Road | Sugarcane London, 517 Wandsworth Rd.