top of page

2023.12.09 - Biblioteca Infantil e Juvenil de Cascais

ilustração / illustration


Sábado, 9 de Dezembro às 10h30 / Saturday, December 9th at 10h30



Quem não gosta de celebrar os seus anos com os amigos?

E quem não gosta de comer bolo?

Mas, como te sentirias se o teu bolo preferido ficasse diferente do que desejavas?


Nesta história de um bolo que nunca cresce, vamos refletir sobre os nossos desejos, a solidão e a importância de sermos apoiados por pessoas que podem fazer a diferença na nossa vida.


"O bolo que teimava em não crescer" é o título do livro infantil que será apresentado no próximo sábado, dia 9 de Dezembro, na Biblioteca Infantil e Juvenil de Cascais, a partir das 10h30.


Com texto de Dulce de Souza Gonçalves e ilustrações de Patrícia Magalhães, o livro conta uma história que visa sensibilizar os mais novos para a problemática da solidão e para a importância da interação humana. 'O bolo que nunca cresce' é uma metáfora para as dificuldades por que passamos na vida e com que lidamos, com maior ou menor resiliência, sozinhos ou apoiados por uma rede de entre-ajuda.


"O Bolo que teimava em não crescer" resulta do recente reencontro das autoras, ambas antigas alunas do extinto Instituto de Odivelas, que funcionou até 2015 no Mosteiro de S. Dinis, ali bem perto do local que escolheram para o lançamento do livro.



Who doesn't like celebrating their birthday with friends?

And who doesn't like to eat cake?

But how would you feel if your favorite cake turned out differently than you wanted?

In this story of a cake that never grows, we'll reflect on our desires, loneliness and the importance of being supported by people who can make a difference in our lives.

"O bolo que teimava em não crescer" is the title of the children's book that will be presented next Saturday.


With text by Dulce de Souza Gonçalves and illustrations by Patrícia Magalhães, the book tells a story that aims to sensitize youngsters to the problem of loneliness and the importance of human interaction. 'The cake that never grows' is a metaphor for the difficulties we go through in life and deal with, with greater or lesser resilience, alone or supported by a network of mutual help.



Dulce de Souza Gonçalves é professora há 27 anos, doutorada em Psicologia da Educação, vice-presidente da associação sem fins lucrativos Mentes Sorridentes e foi uma das finalistas do Global Teacher Prize, em 2018, tendo ganho o Global Teacher Award em 2021. É Mestre em Cultura e Literatura Portuguesa, ganhou o Prémio “Almirante Teixeira da Mota” em 2000 pela sua tese e ocupa o seu tempo livre com a fotografia e a escrita, tendo vários livros infantis publicados e dois romances.

Patrícia Magalhães nasceu em Luanda, Angola, mas cedo veio morar com a família para Lisboa onde ainda hoje vive. Tem o seu atelier em Campo de Ourique e é por lá que, diariamente, faz as suas pinturas e os seus desenhos. Estudou na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa e no ArCo – Centro de Arte & Comunicação Visual. É uma artista visual multidisciplinar, com um corpo de trabalho centrado maioritariamente no desenho onde é visível a contaminação com outras áreas, como a pintura, a gravura ou a fotografia. É também autora de pequenas histórias, algumas infantis que até gosta de ilustrar, e faz muitos desenhos que são interpretações de textos de outros autores… às vezes não resiste quando é desafiada pelas amigas para ilustrar os livros que elas escrevem, como aconteceu com ‘O bolo que teimava em não crescer’.


Com o apoio da Câmara Municipal de Cascais / With the support of Cascais City Council




4 visualizações
bottom of page